Rússia adia indefinidamente reunião com Coreia do Norte

Para fonte russa é "quase inevitável adoção de resolução dura" pelo Conselho de Segurança da ONU

Efe,

26 de maio de 2009 | 05h40

A Rússia adiou nesta terça-feira, 26, de maneira indefinida a reunião intergovernamental com a Coreia do Norte que estava prevista para acontecer em Pyongyang esta semana.

 

"A visita a Pyongyang do ministro de Desenvolvimento Regional russo, Victor Basarguin, foi adiada de maneira indefinida por motivos técnicos", afirma em comunicado esse Ministério.

 

O Kremlin condenou na segunda-feira, 25, o teste nuclear realizado pelo regime comunista, e pediu que os governantes do país respeitem as resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

 

"A Rússia, como membro permanente do Conselho de Segurança e signatário do Tratado de Não-Proliferação Nuclear, condena tal tipo de ação", assinalou Natalia Timakova, porta-voz do presidente russo, Dmitri Medvedev.

 

Uma fonte anônima do Ministério russo de Assuntos Exteriores disse nesta terça-feira, 26, à agência Interfax que é "quase inevitável a adoção de uma resolução dura (contra a Coreia do Norte) pelo Conselho de Segurança".

 

"A reação deve ser bastante séria, porque o que está em jogo é o prestígio do Conselho de Segurança", acrescentou.

 

Entretanto, a fonte precisou que "não se trata de bloqueio, isolamento ou cordões sanitários", pois "sempre se deve deixar a porta aberta às negociações".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.