Reuters
Reuters

Rússia adverte que Assad está perdendo controle sobre Síria

Vice-chanceler Mikhail Bogdanov diz que Moscou prepara a retirada de milhares de russos do país em conflito

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2012 | 12h17

MOSCOU - O governo russo, principal aliado externo da Síria, advertiu nesta quinta-feira, 13, que o presidente Bashar Assad está perdendo o controle sobre seu país e levantou a possibilidade de os rebeldes saírem como vencedores da guerra civil.

Trata-se da primeira vez que a Rússia admite que o governo sírio encontra-se debilitado em quase dois anos de uma rebelião durante a qual já morreram mais de 40 mil pessoas. O vice-chanceler da Rússia, Mikhail Bogdanov, disse que Moscou está preparando a retirada de milhares de cidadãos russos da Síria.

"Uma vitória da oposição não pode ser descartada, infelizmente, mas é necessário observar os fatos: existe uma tendência de perda progressiva de controle do governo sobre uma porção cada vez maior do território", declarou Bogdanov durante uma audiência no Kremlin.

Grupos armados de oposição a Assad dominam atualmente grande parte do norte da Síria e parecem controlar cada vez mais áreas nas proximidades de Damasco.

Também nesta quinta-feira, o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Anders Fogh Rasmussen, declarou que o governo sírio está "à beira do colapso". Segundo ele, a queda de Assad seria "apenas uma questão de tempo".

Na quarta-feira, os Estados Unidos, a Europa e diversos outros aliados reconheceram um grupo reorganizado de oposição como "representante legítimo" do povo sírio, o que pode abrir caminho para uma maior ajuda internacional às forças que combatem Assad.

Com informações da AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.