Rússia alerta contra ataques dos EUA na Síria

Rússia alerta contra ataques dos EUA na Síria

Segundo porta-voz russo, qualquer ação militar sem aprovação da ONU seria um ato de agressão

Estadão Conteúdo

11 de setembro de 2014 | 10h49

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia alertou hoje que quaisquer ataques unilaterais dos EUA contra forças islâmicas na Síria seriam uma violação da lei internacional.

"Na ausência de uma decisão apropriada do Conselho de Segurança da ONU, tal passo seria um ato de agressão, uma bruta violação das normas da lei internacional", comentou Alexander Lukashevich, porta-voz do ministério russo.

Moscou, um aliado de longa data do governo do presidente sírio Bashar Assad, teme que Washington aproveite a eventual ofensiva contra islâmicos para atacar forças sírias, segundo Lukashevich.

"Há motivos para suspeitar que forças do governo sírio também seriam atacadas, com sérias consequências para a escalada das tensões", disse o porta-voz.

Ontem à noite, o presidente dos EUA, Barack Obama, autorizou o início de ataques a militantes do Estado Islâmico em território sírio, expandindo a campanha de bombardeios que teve início no Iraque há algumas semanas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.