Rússia alerta EUA sobre possível ataque à Síria

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, alertou o secretário de Estado norte-americano John Kerry sobre as "consequências extremamente perigosas" caso os Estados Unidos lancem uma ação militar contra o regime sírio.

AE, Agência Estado

26 de agosto de 2013 | 05h49

O ministro russo teria dito a Kerry por telefone que estava "profundamente alarmado" com os comentários de autoridades norte-americanas indicando a prontidão para intervir na Síria, após as acusações de que o regime usou armas químicas para atacar a oposição na semana passada.

Lavrov chamou a atenção para as consequências extremamente perigosas de uma possível intervenção militar . As consequências poderiam afetar todo o Oriente Médio e o norte da África.

O ministro russo teria dito a Kerry que a ação dos Estados Unidos minaria os esforços conjuntos dos países para organizar uma conferência de paz na região.

A Rússia enfatizou a necessidade de uma investigação objetiva das Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o ataque químico. "Há evidências de que o incidente foi uma farsa criada pela oposição rebelde com o objetivo de acusar o governo", disse o comunicado do governo russo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
SÍRIAARMAS QUÍMICASRÚSSIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.