Rússia ameaça bloquear rotas de abastecimento da Otan

A Rússia disse que pode impedir a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de usar o território do país para abastecer tropas no Afeganistão caso a aliança não considere seriamente as objeções russas quanto a um escudo antimísseis norte-americano para a Europa, disse nesta segunda-feira o embaixador russo na Otan, Dmitri Rogozin, de acordo com o jornal The Wall Street Journal.

AE, Agência Estado

28 de novembro de 2011 | 18h33

A Rússia intensificou suas objeções ao sistema antimísseis na Europa, ameaçando, na semana passada, instalar mísseis balísticos na fronteira com a União Europeia (UE) para conter o movimento americano. A Otan alega que o escudo se destina a impedir um ataque de um Estado pária - como o Irã -, não representa uma ameaça para a Rússia e que a aliança irá adiante com o plano, apesar das objeções de Moscou.

Se a Otan não fornecer uma resposta séria, "vamos ter de estudar as relações em outras áreas", reportaram serviços de notícias russos citando o embaixador. Ele afirmou que a cooperação da Rússia no Afeganistão pode ser uma área que pode passar por revisão, de acordo com os serviços de notícias.

A Otan passou a enviar seus suprimentos por meio da Rússia em 2009, após um chamado recomeço nas relações entre Moscou e Washington, permitindo à aliança uma rota mais segura para enviar suprimentos ao Afeganistão. Mas as relações EUA-Rússia ficaram tensas ultimamente por causa da aproximação da eleição nos dois países. Na semana passada, o Kremlin aumentou consideravelmente sua retórica antiocidental antes das eleições parlamentares de 4 de dezembro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaOtanEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.