Rússia apela em favor de Mubarak

A Rússia pediu ontem ao Egito que não condene à morte o ex-presidente Hosni Mubarak, deposto em fevereiro, e leve em conta a questão humanitária. Em uma nota em seu site, a chancelaria russa destaca que Mubarak "é uma pessoa de idade avançada e, segundo informações, está gravemente doente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.