Rússia apresenta emendas às sanções contra o Irã

A Rússia apresentou emendas na quarta-feira a um esboço europeu de resolução para impor sanções ao Irã por causa de suas ambições nucleares, mas disse que nenhuma delas bloqueia um acordo final sobre o texto."Tivemos as discussões comuns que temos nos estágios finais de uma resolução", disse o embaixador russo na Organização das Nações Unidas (ONU), Vitaly Churkin, a jornalistas após uma reunião com negociadores dos Estados Unidos, da Grã-Bretanha, da França, da Alemanha e da China.Ele disse que Moscou se posicionou contra a proibição de circulação no exterior de empresas e pessoas iranianas envolvidas no programa nuclear do país. "Achamos que a proibição de circulação não se encaixa", disse Churkin.Além disso, a proposta proíbe a importação e exportação de materiais relacionados ao enriquecimento de urânio, seu reprocessamento, a mísseis balísticos e a reatores de água pesada. Diplomatas disseram que a Rússia sugeriu mudanças nessa área também.As propostas são uma reação ao fato de o Irã não ter cumprido o prazo de 31 de agosto para suspender suas atividades de enriquecimento de urânio, processo que pode produzir combustível nuclear tanto para a geração de energia quanto para a fabricação de bombas.O Irã afirma querer a energia nuclear para propósitos pacíficos, enquanto o Ocidente acredita que as pesquisas do país são um disfarce para a obtenção de uma bomba atômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.