Rússia: ativistas anti-Putin enfrentam tribunais

Os três principais líderes do movimento oposicionista da Rússia enfrentam audiências nesta terça-feira, após serem liberados da prisão. Eles haviam sido detidos após protestos em massa contra a vitória de Vladimir Putin na eleição presidencial.

ROBERTO CARLOS DOS SANTOS, Agência Estado

06 de março de 2012 | 03h20

O blogueiro e ativista anticorrupção Alexei Navalny disse que estava entre os 250 manifestantes detidos pela polícia de Moscou na Praça Pushkin, no centro da cidade. Outras 300 pessoas foram presas em São Petersburgo. As detenções ocorreram na segunda-feira, após os protestos contra a eleição que garantiu o terceiro mandato a Putin.

Sergei Udaltsov, outro líder de oposição, ironizou a obrigação de prestar contas à Justiça. "Eu tenho que ir ao tribunal às 10h (3h no horário de Brasília). Mas estou com muito sono", disse. Observadores europeus afirmam que a eleição de domingo foi distorcida em favor de Putin desde o seu início. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Rússiaprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.