Andreas Gebert/Reuters
Andreas Gebert/Reuters

Rússia bate recorde diário de infecções e mortes por coronavírus

As autoridades russas consideram que a situação é 'preocupante', mas que está sob controle, e descartaram por enquanto um novo confinamento nacional para não paralisar a economia

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2020 | 07h26

MOSCOU - A Rússia registrou um recorde de infecções e mortes diárias por coronavírus neste sábado, 21, dois dias após ter ultrapassado dois milhões de pacientes. As autoridades de saúde relataram 24.822 novas infecções no sábado e 476 mortes nas últimas 24 horas, colocando o saldo global da pandemia na Rússia em 2.064.748 casos e 35.778 mortes.

Proporcionalmente à sua população, esses números refletem uma mortalidade muito menor do que a de outros países, mas as autoridades russas só contam as mortes cuja autópsia mostra que o coronavírus é a principal causa de morte, o que sugere que o real balanço das vítimas poderia para ser melhor.

Nas últimas 24 horas, mais de 7 mil casos de covid-19 foram registrados em Moscou e quase 2.500 em São Petersburgo, a segunda maior cidade do país. As autoridades russas consideram que a situação é "preocupante", mas que está sob controle, e descartaram por enquanto um novo confinamento nacional para não paralisar a economia, já enfraquecida após a primeira onda da pandemia e pelas sanções internacionais. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.