Rússia busca 49 após plataforma de petróleo afundar

Equipes de resgate estão procurando 49 homens em águas geladas na costa leste da Rússia depois que a plataforma de exploração de petróleo Kolskaya, em que trabalhavam, afundou hoje em função de tempestades. Até o anoitecer, quatro homens haviam sido encontrados mortos e 14 foram resgatados por um navio. Mas a busca pelos demais homens tem sido prejudicada por temperaturas congelantes e fortes ventos com neve.

EDUARDO MAGOSSI, Agência Estado

18 de dezembro de 2011 | 18h37

Dmitry Dmitriyenko, governador da região de Murmansk, região da Rússia de onde são 33 dos homens, pediu a amigos e familiares que não percam as esperanças, mas admitiu que a chance de os homens sobreviverem à temperatura da água de 1 grau Celcius é quase zero.

O Ministério de Emergência da Rússia informou que 67 pessoas estavam na plataforma, que estava sendo rebocada a cerca de 200 quilômetros da costa de Sakhalin, uma ilha ao norte do Japão, que até o século 19, foi uma colônia penal do Império Russo.

Aviões e helicópteros sobrevoaram a área, mas encerraram as buscas depois do pôr do sol. Segundo o ministério, dois barcos continuarão a procurar os homens por toda a noite e o patrulhamento aéreo da região retornará com mais dois navios pela manhã. A plataforma Kolskaya foi construída na Finlândia em 1985 e pertencia a empresa de exploração russa Arktikmorneftegazrazvedka. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.