Mikhail Klimentyev/ Ria Novosti/ Reuters
Mikhail Klimentyev/ Ria Novosti/ Reuters

Rússia conclui anexação da Crimeia

Putin sanciona lei que torna a península e a cidade de Sebastopol subordinadas a Moscou

O Estado de S. Paulo,

21 de março de 2014 | 09h15

MOSCOU - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, sancionou nesta sexta-feira, 21 a incorporação da república da Crimeia e do porto de Sebastopol à Federação Russsa. Em cerimônia no Kremlin, o líder russo assinou o pacote de leis que ratifica juridicamente a incorporação da península e do porto autônomo sob o comando de Moscou.

Mais cedo, a câmara alta do Parlamento russo aprovou por unanimidade o tratado, um dia após a Duma (câmara baixa do Parlamento) ter feito o mesmo.

Ontem, o governo americano anunciou sanções contra a Rússia em retaliação à anexação de parte do território ucraniano.  O presidente Barack Obama declarou que políticos russos sofrerão os efeitos das novas restrições. Amigos do presidente Vladimir Putin, funcionários do Kremlin, legisladores e empresários ligados ao líder russo são o alvo das novas sanções - que, ao todo, atingem 19 pessoas, além do Bank Rossiya, instituição financeira que presta serviço a funcionários de alto escalão do Kremlin.

Em resposta, os russos tomaram medidas similares contra autoridades dos EUA.  Os vice-conselheiros de segurança nacional dos EUA Ben Rhodes e Caroline Atkinson e os senadores John McCain, Harry Reid, Mary Landrieu, Dan Coats e Robert Menendez estão entre os americanos impedidos de entrar na Rússia, informou o Ministério das Relações Exteriores.

Os outros são o presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, John Boehner, e Dan Pfeiffer, assessor de Obama. / EFE e REUTERS

Interseção:  Rússia planeja restaurar sua influência geopolítica; assista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.