Rússia consagra igreja no local da morte do czar

Cercados por uma multidão de fiéis católicos ortodoxos, sacerdotes consagraram nesta quarta-feira um templo de domo dourado erigido no local em que o czar Nicolau II e sua família foram assassinados pelos bolcheviques, 85 anos atrás. O último czar, sua mulher Alexandra e os cinco filhos do casal foram mortos num porão, em 17 de julho de 1918. A Igreja sobre o Sangue, uma estrutura de paredes brancas encimadas por diversos domos dourados em diferentes alturas, foi construída no local do crime pelo custo de 328 milhões de rublos (US$ 1 milhão). Boa parte do dinheiro foi doada por grandes empresas, segundo a agência ITAR-Tass.

Agencia Estado,

16 Julho 2003 | 17h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.