Rússia desiste de instalar mísseis, diz agência

A Rússia desistiu de seu plano para instalar mísseis Iskander perto da fronteira com a Polônia, após os Estados Unidos recuarem de seu escudo antimísseis no Leste Europeu. A informação foi dada por uma fonte militar hoje à agência "Interfax". "Sem dúvida, o cancelamento por Washington de suas instalações de defesa antimíssil não passará em branco", disse a fonte. A "série de medidas que estavam planejadas será congelada, e possivelmente completamente cancelada", notou.

AE, Agencia Estado

18 de setembro de 2009 | 13h25

A fonte especificou que uma das importantes mudanças que devem ser canceladas está um plano para posicionar mísseis Iskander de curto alcance em Kaliningrado, perto da Polônia e da Lituânia, dois membros da União Europeia. Segundo ele, Moscou também reexaminará outras medidas militares avaliadas em resposta ao lançamento dos EUA.

Ontem, o presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou que Washington desistiu de um controverso plano de instalar instalações antimísseis na República Checa e na Polônia. Segundo Obama, os EUA optarão por um sistema mais flexível, destinado a interceptar mísseis de curto e médio alcance do Irã. A Rússia criticava fortemente o escudo antimísseis dos EUA no Leste Europeu, argumentando que tratava-se de uma ameaça à segurança russa. Moscou ameaçou instalar mísseis em Kaliningrado como retaliação. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiamísseisEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.