Rússia desmente versão de ultimato a navios ucranianos

O governo da Rússia desmentiu nesta segunda-feira a versão ucraniana de que forças russas na Crimeia teriam exigido a rendição das tripulações de dois navios de guerra da Ucrânia.

AE, Agência Estado

03 de março de 2014 | 16h01

Vladimir Anikin, porta-voz do Ministério da Defesa em Moscou, classificou como "insensatez" a acusação vinda de Kiev, mas não entrou em detalhes.

Pouco antes, o governo da Ucrânia acusou forças russas que controlam a região estratégica da Crimeia de terem exigido que as tripulações de dois navios de guerra ucranianos se rendessem.

O porta-voz do Ministério da Defesa da Ucrânia, Maksim Prauta, disse que quatro navios russos estavam bloqueando o navio antissubmarino Ternopil e o navio de comando Slavutych, no porto de Sebastopol.

Ele disse que os russos ordenaram a rendição da tripulação no prazo de uma hora ou as embarcações seriam invadidas e confiscadas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniacrisenaviosguerraRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.