Rússia diz que cumprirá contrato de mísseis para Síria

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, afirmou nesta quinta-feira que o país honrará os compromissos de um polêmico contrato com a Síria e entregará os mísseis antiaéreos S-300.

Agência Estado

20 de junho de 2013 | 14h52

"Nós respeitamos todos os nossos contratos e estamos honrando todas as nossas obrigações contratuais", disse Lavrov em entrevista à emissora estatal Rossiya 24. "Os contratos ainda não estão encerrados, e as armas não foram entregues", acrescentou.

No mês passado, a Rússia reconheceu que concordou em vender os mísseis S-300 para os sírios.

Os russos apoiaram o regime do presidente sírio Bashar Assad durante os dois anos de guerra civil, bloqueando as resoluções da Organização das Nações Unidas. O conflito já causou mais de 93 mil mortes.

Lavrov disse que a Rússia bloquearia todas as tentativas de fazer com que Assad renuncie durante uma conferência de paz, prevista para ser realizada em Genebra. A data para a conferência ainda não foi determinada. Fonte: Associated Press

Mais conteúdo sobre:
RússiaSíriamísseis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.