Rússia e China vetam resolução do Conselho da ONU sobre Síria

Rússia e China vetaram uma resolução apoiada pelo Ocidente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta quinta-feira que ameaçava impor sanções a autoridades sírias caso elas não parassem de usar armas pesadas contra uma revolta e não retirassem tropas de cidades do país.

Reuters

19 de julho de 2012 | 11h49

Foi a terceira vez que a Rússia, um aliado-chave do governo sírio, e a China usaram seu poder de veto para impedir resoluções do Conselho de Segurança da ONU que têm o objetivo de pôr pressão sobre o presidente sírio, Bashar al-Assad, e pôr fim ao conflito de 16 meses que já matou milhares de pessoas.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUSIRIAVETOLEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.