Rússia e ex-repúblicas discutem segurança

O presidente russo, Vladimir Putin, falou hoje com os presidente dos ex-Estados soviéticos na Ásia Central e pediu para que combatam o terrorismo internacional, diante dos recentes ataques realizados contra os Estados Unidos. Eles discutiram a situação na região da Ásia Central e no mundo, dada a tragédia da última terça-feira. As ex-repúblicas soviéticas do Taisquistão, do Usbequistão e do Turcomenistão fazem fronteira com o Afeganistão, onde está principal suspeito dos ataques contra os EUA, Osama bin Laden.Putin enviou hoje o chefe do Conselho de Segurança da Rússia, Vladimir Rushailo, para uma ronda na Ásia Central, para discutir a questão de segurança, informou uma agência de notícias russa. O Usbequistão disseram que podem oferecer suas bases aéreas para as forças norte-americanas. Segundo agências internacionais, as primeiras informações davam conta de que Putin teria premeditadamente excluído o presidente Islam Karimov, do Usbequistão, das conversações.Em seguida, informações adicionais na Rússia disseram que Putin teria falado com os presidentes de todos os cinco ex-Estados soviéticos, incluindo o Usbequistão. O presidente russo tem sinalizado recentemente que, embora a Rússia apóie os EUA contra o terrorismo, não é favorável a uma retaliação indiscriminada.Putin conversou, por telefone, com o presidente do Casaquistão, Nursultan Nazarbayev; do Quirguistão, Askar Akayev; do Turcomenistão, Saparmurad Niyazov; do Azerbaijão, Geidar Aliev; e da Ucrânia, Leonid Kuchma, segundo a assessoria de imprensa da presidência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.