Rússia e França discordam de proposta sobre Iraque

A Rússia discorda da proposta norte-americana de resolução contra o Iraque, aprovada ontem pela Câmara norte-americana. "O que nos foi apresentado pelos ingleses e norte-americanos apenas fortalece a certeza em relação a nossa posição, a favor do retorno breve dos inspetores ao Iraque e num acordo político sem a utilização automática do uso da força", disse o vice-ministro de Relações Exteriores, Alexander Saltanov.A proposta norte-americana prevê que o Conselho de Segurança ofereça 30 dias ao Iraque para preparar uma "declaração completa sobre todos os aspectos de seu programa para desenvolver armas químicas, biológicas e nucleares". Qualquer relatório falso ou omisso pode levar ao uso da força.A França voltou a condenar o uso da força. "Somos contrários a uma resolução que preveja envolvimento militar automático", disse o presidente francês, Jacques Chirac, ontem, durante encontro com o chanceler alemão Gerhard Schroeder.O chefe dos inspetores de armas das Nações Unidas, Hans Blix, falará ao Conselho de Segurança da ONU hoje sobre o acordo fechado com o Iraque para retomada das inspeções de armas. O encontro, a portas fechadas, será a primeira oportunidade para que todos os 15 membros do conselho discutam o acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.