Rússia e Japão pedem ''resposta séria'' a testes

Horas depois de o secretário americano de Defesa, Robert Gates, advertir que os EUA não vão aceitar uma Coreia do Norte com armas nucleares nem que Pyongyang transfira sua tecnologia nuclear para outros países, o presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, e o primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, concordaram ontem que a comunidade internacional deve dar uma "resposta séria" aos testes nucleares realizados pela Coreia do Norte. O anúncio foi feito pelo Kremlin,por meio de um comunicado divulgado após uma conversa telefônica mantida pelos dois líderes. O comunicado diz que os testes, incluindo uma explosão nuclear subterrânea e o lançamento de mísseis de curto alcance, "representam um desafio à comunidade internacional". Na quinta-feira, o governo russo disse não se opor à aprovação de uma resolução no Conselho de Segurança da ONU condenando os testes, mas reconheceu que era "muito cedo" discutir punições a Pyongyang.

, O Estadao de S.Paulo

30 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.