Rússia e Ucrânia discutem na ONU sobre violência

Embaixadores da Rússia e da Ucrânia discutiram no Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a escalada da violência no leste ucraniano. Ambos insistiram que o conselho aja para encerrar a tensão.

AE, Agência Estado

29 Maio 2014 | 00h12

O embaixador russo Vitaly Churkin afirmou que o conselho deveria pedir à Ucrânia para acabar com o "caos militar" e reconhecer a necessidade de levar em conta os interesses de todos os cidadãos.

Já Yuriy Sergeyev, embaixador ucraniano, insistiu que o conselho demande a retirada de soldados e grupos militares russos do território ucraniano. Ele ainda disse que Moscou precisa apelar para que centenas de chechenos, cossacos e mercenários deixem o país.

Sergeyev reforçou que a Ucrânia quer uma solução pacífica, ao mesmo tempo em que afirmou que a Rússia deve parar de desestabilizar o leste ucraniano e promover o separatismo. Churkin rebateu que é muito difícil falar sobre diálogo "quando você está matando pessoas". Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Ucrâniarússiaonu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.