Sergei Chirikov/Efe
Sergei Chirikov/Efe

Rússia é único país que pode parar programa do Irã, diz político israelense

Para líder do Parlamento de Israel, o Kremlin tem a 'obrigação' de conter as ambições nucleares iranianas

AE, Agência Estado

11 de outubro de 2012 | 16h41

MOSCOU - A Rússia é o único país capaz de parar o programa nuclear do Irã sem o uso da força ou de sanções econômicas esmagadoras, disse nesta quinta-feira, 11, o líder do Parlamento de Israel, Reuven Rivlin, ao ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov. Rivlin deu as declarações durante uma visita a Moscou e afirmou que os laços próximos entre Rússia e Irã dão ao Kremlin a "oportunidade e a obrigação" de conter as ambições nucleares iranianas, informa a Agência France Presse (AFP).

"A Rússia é a única capaz de parar o programa nuclear do Irã sem a necessidade de sanções ou dos meios militares", disse Rivlin, cujos comentários foram publicados por seu escritório. Israel e grande parte da comunidade internacional acreditam que o programa nuclear iraniano tem como finalidade desenvolver uma arma atômica, uma acusação que Teerã nega.

Israel é apontado como o único país do Oriente Médio que possui armas nucleares, embora jamais tenha admitido isso. Para Israel, um Irã com armas nucleares seria uma ameaça existencial à sua sobrevivência, logo a única opção nesse cenário seria um bombardeio maciço às usinas nucleares iranianas.

A chancelaria russa confirmou a reunião entre Rivlin e Lavrov e afirmou que os dois discutiram uma série de assuntos, como a ameaça do terrorismo regional, a situação de impasse a respeito do programa nuclear do Irã e a perspectiva de criar zonas livres de armas nucleares no Oriente Médio.

Com Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.