Rússia está perto de desmembrar a Ucrânia, diz Polônia

O primeiro-ministro da Polônia, Donald Tusk, disse nesta quarta-feira que a Rússia está se aproximando cada vez de um desmembramento da Ucrânia, apesar do acordo de Genebra assinado na semana passada, que deveria aliviar as tensões entre Moscou e Kiev.

AE, Agência Estado

23 de abril de 2014 | 10h56

"As consequências práticas de Genebra são um pouco deprimentes", afirmou Tusk a repórteres. "A Rússia e as pessoas que implementam a política russa na Ucrânia estão nos aproximando de um final desagradável que pode ser a desintegração da Ucrânia. Parece que as intenções da Rússia são bem claras."

Segundo o primeiro-ministro, "o que estamos vendo é a guerra moderna", incluindo civis, algumas forças especiais, propaganda intensiva, elementos que podem ser "tão eficazes como tanques". "A ameaça de regiões leste e sul, incluindo Odessa, serem separadas da Ucrânia parece bastante real. Eu não arriscaria elaborar nenhum prazo, mas temo que não vamos esperar muito tempo para ver novas fases deste drama ucraniano." Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.