Rússia: exercícios militares não têm relação com Ucrânia

O ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, disse aos jornalistas que os exercícios militares russos não têm relação com a situação política na Ucrânia. "O comandante supremo ordenou um teste sobre as habilidades de nossas tropas de responder a situações de crise que ameacem a segurança militar do país, incluindo ameaças terroristas, biológicas e causada pelo homem", disse Shoigu.

Agência Estado

26 de fevereiro de 2014 | 12h09

Para o especialista militar Ruslan Pukhov, diretor do Centro para Análises e Estratégias e Tecnologias em Moscou, a Rússia deve estar apenas se preparando para a eventualidade de a situação na Ucrânia piorar.

"A liderança política e militar russa deve estar preparada para cenários diferentes. Isso não significa que o país vai colocar esses meios em uso, mas as experiências dos últimos 20 anos mostram que deve-se estar preparado para qualquer possibilidade, até para uma intervenção militar", disse ele. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.