Rússia expulsa diplomata da Alemanha de Moscou

A Rússia expulsou um diplomata alemão em Moscou, em retaliação por Berlim ter ordenando a partida de um homem suspeito de ser um espião russo, disse um funcionário do governo alemão neste sábado. "Um funcionário da embaixada alemã em Moscou deixou o país como resultado de uma medida de retaliação imposta pelas autoridades russas", afirmou a autoridade. "Estamos desapontados por essa ação injustificada e expressamos esse desapontamento ao governo russo."

AE, Estadão Conteúdo

15 de novembro de 2014 | 15h06

No passado, a Alemanha já havia ordenado a expulsão de supostos espiões russos do país, mas a resposta agressiva da Rússia neste caso foi incomum. A revista Der Spiegel publicou reportagem sobre o caso neste sábado. O ministério das Relações Exteriores da Rússia não respondeu imediatamente aos pedidos de entrevista.

Merkel e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, conversaram nos bastidores da reunião do G-20 em Brisbane, na Austrália, na noite de sábado (horário local). À 1h de domingo, um oficial alemão relatou que os dois líderes ainda estavam reunidos três horas após o encontro ter começado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.