Rússia impõe novas sanções contra a Turquia

A Rússia irá restringir a importação de frutas e vegetais da Turquia como parte do pacote de novas sanções contra o país em represália ao abatimento de um jato russo pela Turquia na semana passada, que, segundo os turcos, violava o espaço aéreo do país.

Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2015 | 21h33

O vice-primeiro-ministro da Rússia, Arkady Dvorkovich, afirmou nesta segunda-feira que a sanção pode ser adiada por "muitas semanas" para permitir que as empresas do país encontrem novos fornecedores e contenham o aumento dos preços, de acordo com a agência de notícias estatal RIA Novosti.

As medidas foram anunciadas dois dias após o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ter emitido um decreto ordenando sanções contra a Turquia e pedindo que as importações fossem restringidas, apesar de não ter especificado quais produtos seriam banidos.

Nesta segunda-feira em Paris, Putin alegou que o jato russo foi abatido pela Turquia para proteger o que ele descreveu como "o lucro que o país está ganhando de importações ilegais de petróleo produzido pelo Estado Islâmico na Síria". A Turquia afirma que o jato russo violou o seu espaço aéreo próximo da fronteira com a Síria, enquanto a Rússia afirma que estava no espaço aéreo sírio,em operações militares. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaTurquiatensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.