Rússia: Lavrov diz que solução pacífica na Ucrânia é primordial para cessar-fogo

O ministro das Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, disse que uma solução pacífica para a crise na Ucrânia é primordial para com o acordo de cessar-fogo entre as forças de Kiev e os militantes pró-Rússia, dizendo que a lei aprovada pela Ucrânia sobre territórios controlados por rebeldes apoiados pela Rússia no leste do país contraria o acordo de cessar-fogo em vigor.

Estadão Conteúdo

04 de abril de 2015 | 16h09

"Estou convencido de que temos os mesmos pontos de vista e que a única alternativa é para atender o acordo de Minsk", disse Lavrov, referindo-se ao acordo realizado em fevereiro entre a Ucrânia e a Rússia.

"É necessário falar e não apenas ouvir, e fazê-lo mesmo que tenhamos opiniões diferentes", disse o ministro das Relações Exteriores eslovaco Miroslav Lajcak, acrescentando que as discussões em curso sobre a reunião do acordo Minsk são fundamentais para a estabilização das relações diplomáticas entre Moscou e da União Europeia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaUcrâniacessar-fogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.