Rússia leva sistema antimísseis para região separatista

A Rússia informou que movimentou um sistema antimísseis para a república separatista da Abkházia. O governo russo tem aumentado seus laços militares com a Abkházia, após a guerra contra a Geórgia há dois anos. O envio dos mísseis S-300 levou a protestos imediatos da Geórgia, a qual afirma que o sistema de mísseis viola o acordo de cessar-fogo e é uma evidência da contínua militarização que a Rússia conduz no território disputado.

AE-AP, Agência Estado

11 de agosto de 2010 | 15h39

As agências russas de notícias citaram o comandante da força aérea, Alexander Zelin, dizendo nesta quarta-feira que os mísseis S-300 têm como objetivo proteger o espaço aéreo da Abkházia e aumentar a segurança da república, que fica às margens do Mar Negro. A Abkházia autorizou a Rússia a montar uma base militar em seu território no começo deste ano, com 1.700 soldados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.