Rússia libera seis militares da Ucrânia

Seis militares ucranianos detidos por tropas da Rússia na Crimeia foram soltos, mas outros cinco continuam sob custódia. Nas últimas semanas, forças russas invadiram várias bases militares na Crimeia, região ucraniana que foi anexada à Rússia após o referendo de 16 de março.

AE, Agência Estado

27 de março de 2014 | 00h33

Um porta-voz do Ministério da Defesa disse que entre os detidos soltos está o Coronel Yuliy Mamchur, que ganhou notoriedade por desafiar as forças pró-Rússia que cercaram sua base por quase três semanas. O presidente interino da Ucrânia, Oleksandr Turchinov, declarou esperar ver os militares nesta quinta-feira, em Kiev. O presidente ressaltou a coragem deles e disse que serão promovidos.

Vladislav Seleznyov, porta-voz do Ministério da Defesa, disse que entre os que continuam detidos está um coronel sob constante pressão para trocar de lado e trabalhar para os russos. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniarússiadetidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.