Rússia manterá envio de armas a Damasco

A Rússia afirmou ontem que continuará fornecendo armamentos à Síria como parte de acordos assinados com o país - onde mais de 3,5 mil pessoas foram mortas na repressão em oito meses de protestos. "Enquanto não houver restrições a respeito do fornecimento de armamento, a Rússia continuará cumprindo as obrigações assumidas com a Síria", disse Viacheslav Dzirkaln, vice-presidente do Serviço Federal para a Cooperação Técnica Militar da Rússia, à agência RIA-Novosti. Moscou já forneceu à Síria sistemas antiaéreos, mísseis, caças e modernizou mais de 120 tanques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.