Rússia marca 5º aniversário da tragédia de Beslan

Cerca de 330 pessoas morreram em cerco que culminou com invasão de autoridades russas.

BBC Brasil, BBC

01 de setembro de 2009 | 16h39

A Rússia lembrou nesta terça-feira o quinto aniversário das mortes de centenas de pessoas após um sequestro de rebeldes chechenos em uma escola na cidade de Beslan.

A operação militar que encerrou o sequestro na cidade da Ossétia do Norte (república autônoma pertencente à federação russa, no sul do país) levou à morte de cerca de 330 pessoas.

Os rebeldes capturaram mais de mil pessoas como reféns e exigiam a retirada das tropas russas da Chechênia em troca da liberdade dos reféns.

No entanto, depois de três dias de cerco à escola, forças de segurança russas invadiram o prédio. Entre os mortos estavam pelo menos 186 crianças.

Os reféns estavam reunidos em um ginásio escolar, sem água ou comida, e cercados por bombas de fabricação caseira.

Os explosivos foram detonados quando os soldados invadiram o prédio, disparando até com tanques de guerra.

Hoje, embora uma nova escola tenha sido construída, os impactos da tragédia ainda são visíveis na cidade. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
beslanrússiamassacrecrianças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.