Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Rússia: Medvedev ordena revisão do caso Khodorkovsky

O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, ordenou nesta segunda-feira que promotores conduzam uma revisão sobre a legalidade da condenação do ex-magnata Mikhail Khodorkovsky, informou, o Kremlin. O Procurador-Geral Yuri Chaika terá até o dia 1º de abril para realizar uma "revisão da legalidade e das bases de condenações de 32 cidadãos russos", incluindo Khodorkovsky e seu sócio Platon Lebedev, disse o Kremlin em comunicado.

ROBERTO CARLOS DOS SANTOS, Agência Estado

05 de março de 2012 | 03h14

Khodorkovsky foi condenado por roubo e lavagem de dinheiro, num caso considerado pelo Ocidente como um teste ao estado de Direito da Rússia. O juiz moscovita Viktor Danilkin atendeu, em fevereiro, a uma solicitação dos promotores e ordenou que Khodorkovsky cumpra uma pena de 14 anos de prisão, incluindo sua condenação atual de oito anos e contando a partir do dia de sua prisão, em outubro de 2003. Dessa forma, ela teria de ficar preso até 2017.

Após o julgamento, Natalia Vasilyeva, uma assistente de Danilikin, declarou que o veredicto do juiz foi uma imposição do alto escalão da política russa. Khodorkovsky nega as acusações. Advogados do ex-magnata dizem que a sentença foi proferida sob pressão do primeiro-ministro Vladimir Putin. O pedido de revisão feito por Medvedev atende a uma demanda feita pela oposição, que lhe entregou uma lista de cidadãos considerados "presos políticos". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Rússiarevisãocaso Khodorkovsky

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.