Rússia não apoiará novas sanções ao Irã, diz ministro

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou hoje que Moscou não apoiará novas sanções ao Irã, como a proibição na importação de petróleo. Segundo ele, o mundo teria tempo suficiente para responder, caso Teerã tente enriquecer urânio para produzir armas nucleares. O governo iraniano afirma que seu programa nuclear tem apenas fins pacíficos, como a produção de energia. Já para vários países, entre eles Estados Unidos e Israel, Teerã busca secretamente fabricar armas nucleares.

AE, Agencia Estado

10 de setembro de 2009 | 15h27

Falando a um grupo de especialistas em Rússia, conhecido como Valdai Club, Lavrov disse também que gostava da mudança de "estilo" na administração Barack Obama, dos EUA, mais disposta a ouvir. Segundo ele, "a vida irá mostrar" se a chamada mudança na relação entre EUA e Rússia se refletirá na realidade. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaIrãprograma nuclearsanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.