Rússia não consegue colocar satélite em órbita

A tentativa de lançamento de um foguete Proton da Rússia fracassou pela segunda vez em cinco meses, impedindo a colocação de um satélite de comunicações em órbita, segundo reportagem do Wall Street Journal. O motor do lançador desligou prematuramente e deixou o satélite de quase cinco toneladas fora da zona pretendida, conforme comunicado divulgado pela International Launch Services e pelo centro de produção de foguetes Krunichev, responsáveis pelo plano.

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2012 | 10h25

A fabricante do satélite, a Thales Alenia Space, a segunda maior empresa espacial da Europa, informou à imprensa que o lançamento do foguete, desde o Casaquistão, havia sido um sucesso. Cerca de cinco horas depois, foi emitido outro comunicado, dizendo que a primeira declaração foi "enviada antes do conhecimento da anomalia". Mais informações serão divulgadas em breve.

A Rússia tem um histórico de sucessivos problemas relacionados ao setor espacial. Desde 2010, a Roscosmo, a agência espacial do país, já registrou seis lançamentos mal sucedidos. Nos últimos dois anos, líderes do Kremlin prometeram melhorar a engenharia dos lançadores para fortalecer o setor espacial russo. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
satélitefogueteRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.