Rússia não pretende perdoar dívida iraquiana

Em uma aparente reação à decisão americana de impedir a participação de empresas com sede em países contrários à invasão do Iraque nas licitações de contratos para a reconstrução do país árabe, o ministro de Defesa da Rússia, Sergei Ivanov disse que Moscou não tem planos de perdoar a multibilionária dívida de Bagdá."A dívida do Iraque com a Federação Russa gira em torno de US$ 8 bilhões e, de acordo com a posição do governo russo, não há planos de perdoar essa dívida", disse Ivanov. "O Iraque não é um país pobre." Autoridades russas vinham rejeitando sistematicamente os apelos de Washington para que a dívida iraquiana fosse totalmente perdoada. A maior parte dessa dívida data da era soviética.Entretanto, o presidente Vladimir Putin e outros membros de seu governo comentaram, em outras ocasiões, que poderiam considerar a reestruturação da dívida, destacando que as negociações sobre o assunto ainda precisavam ser iniciadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.