Rússia nega ter originado antraz encontrado nos EUA

Oficiais da Defesa e Saúde da Rússia negaram hoje que os esporos de antraz encontrados nos Estados Unidos tenham se originado em seu país. "Estou certo de que o antraz foi preparado em território americano", disse o ministro da Saúde, Gennady Onishchenko. A União Soviética possuía um o maior arsenal do mundo de armas biológicas e empregava até 70 mil cientistas. Mesmo depois de a convenção de 1972 ter banido tais armas, o país continuou a trabalhar nesta área até o final dos anos 80 e somente em 1992 o então presidente russo Boris Yeltsin assinou um decreto prometendo colaborar com o tratado internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.