Rússia nega ter violado sanções contra o Iraque

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Igor Ivanov, afirmou que as empresas de seu país não violaram as sanções econômicas impostas ao Iraque, tendo-se limitado a prover ajuda econômica estritamente de acordo com as determinações da ONU. "Não há evidências confirmando violações das sanções por companhias russas", disse Ivanov, de acordo com informe da Itar-Tass. Ontem, funcionários do governo dos EUA haviam acusado empresas russas de vender ao Iraque equipamentos de uso militar, como aparelhos de visão noturna. O ministro russo também se referiu à guerra no Iraque, afirmando que "a continuação dos combates vai levar a conseqüências negativas para os EUA", declarou, acrescentando que "a unidade das Nações Unidas, do Conselho de Segurança e da comunidade internacional, como um todo, foi rompida?. ?A ameaça de desestabilização da situação no Oriente Médio está crescendo. Isso faz o jogo das forças extremistas, que não só estão prontas, como já estão explorando essa crise", alertou. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.