Rússia pagará restauração de genitais de conscrito violentado

O Estado russo arcará com os gastos de uma cirurgia para restaurar os órgãos sexuais de um conscrito que teve as pernas e os genitais amputados depois de um trote brutal, anunciou neste domingo um médico que trabalha numa clínica especializada em casos de reconstituição de órgãos.Os promotores concluíram que Andrei Sychev, um recruta de apenas 18 anos baseado na Academia Militar de Chelyabinsk, nos Montes Urais, foi espancado e torturado na véspera de Natal, sofrendo ferimentos graves seguidos de infecção e gangrena, o que levou às amputações."Nós temos um paciente gravemente traumatizado internado na ala de emergência. Quando ele voltar ao normal, proporemos a ele a cirurgia de restauração dos genitais", disse o professor Mikhail Sokolshchik, do Centro Nacional de Microcirurgia.A promotoria russa abriu processos criminais contra 12 recrutas suspeitos de participação no abuso, disse hoje à agência de notícias Interfax o procurador-geral da justiça militar Alexander Savenkov.Três dos 12 suspeitos estão detidos, inclusive um sargento apontado como principal participante do brutal trote, disse o promotor.O ministro da Defesa da Rússia, Serguei Ivanov, que só ficou sabendo do incidente na semana passada, ordenou na sexta-feira a abertura de um inquérito para apurar os motivos pelos quais o caso não foi imediatamente denunciado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.