Rússia pede firmeza e cautela com Irã e Coréia do Norte

O mundo precisa ser firme, mas também muito cauteloso ao lidar com o programa nuclear da Coréia do Norte e do Irã, disse o ministro das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, durante uma cúpula da Ásia-Pacífico no Vietnã. "A comunidade internacional está obrigada a tratar das questões do programa nuclear da península coreana e iraniano firmemente, mas muito cautelosamente", disse Lavrov no mais recente alerta da Rússia de que medidas muito duras contra Teerã e Pyongyang podem enfraquecer os esforços para solucionar as disputas. "Se pudermos encontrar acordos aceitáveis agora, vamos fortalecer o regime de não-proliferação (nuclear); se forçarmos esta situação a um beco sem saída, então as ameaças de proliferação vão crescer significativamente", disse Lavrov. A Rússia se opôs ao projeto de resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas apresentado pela Europa para aplicar sanções contra o Irã por causa da recusa do país em suspender seu programa nuclear, afirmando que as medidas estavam mal orientadas, e pediu a abertura de negociações em lugar de punições ao Irã.

Agencia Estado,

18 Novembro 2006 | 15h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.