Rússia pede para o Irã assinar acordos antinucleares

A Rússia pediu ao Irã que assine acordos adicionais de não-proliferação nuclear com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) a fim de demonstrar ao mundo que não tem intenções de desenvolver esse tipo de armamento. Ao mesmo tempo, as duas nações subscreverão em breve um acordo para que seja devolvido à Rússia o combustível nuclear gasto pelo Irã, disse a Chancelaria russa nesta terça-feira. Funcionários americanos disseram que isto reduziria as preocupações de Washington sobre as aspirações nucleares do Irã. ?Há planos para subscrever este protocolo no futuro. Isto já foi acertado com o Irã?, disse o porta-voz do ministério, Alexander Yakovenko, segundo a agência russa Interfax. Moscou ajuda o Irã a construir uma usina nuclear na cidade litorânea de Bushehr e o governo russo tem insistido em que não há fundamentos para os temores da comunidade internacional a respeito do programa nuclear iraniano. Mas, ao mesmotempo, a Rússia pressionou o Irã, atendendo a pedidos dos EUA, a cooperar mais com a AIEA. Gholamreza Aghazadé, chefe da organização de energia atômica do Irã, disse na segunda-feira que os vínculos entre seu país e a Rússia nesse assunto estavam de acordo com a regras internacionais.

Agencia Estado,

01 Julho 2003 | 11h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.