Rússia pede que Irã coopere com inspeções nucleares

O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, pediu hoje que o Irã coopere com as inspeções internacionais. Segundo Medvedev, o país violou resoluções do Conselho de Segurança ao começar a construir uma nova instalação nuclear. A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) anunciou nesta sexta-feira que o Irã informou à entidade que possui uma segunda usina de enriquecimento de urânio em construção. Teerã confirmou a informação.

AE, Agencia Estado

25 de setembro de 2009 | 15h42

Em geral, a Rússia defende o direito do Irã manter um programa nuclear e se mostra reticente a impor novas sanções. Outro aliado iraniano, a China, afirmou que é preciso haver negociações com Teerã, e não punições. "É nossa esperança que o Irã irá cooperar com a AIEA nesse tema", afirmou um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês.

O governo iraniano afirma que seu programa tem apenas fins pacíficos, como a produção de energia. Já para vários países do Ocidente o país tem um programa secreto para produzir armas nucleares. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãprograma nuclearRússiaChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.