Rússia pede que Irã volte à moratória nuclear

O governo da Rússia pressionou o Irã para que o país volte suspender suas atividades de enriquecimento de urânio, retomando a moratória quebrada neste mês, mas também enviou um forte sinal de que se opõe à imposição de sanções à República Islâmica, e de que se opõe ao envio do caso ao Conselho de Segurança das Nações Unidas. O chanceler Sergey Lavrov disse que o Irã não pode esperar a retomada das negociações com a União Européia sem, antes, cumprir o compromisso de respeitar a moratória. O enriquecimento do urânio é um passo no possível desenvolvimento de armas atômicas, mas também pode ser vir para a geração de energia elétrica.Mesmo com a pressão ocidental crescendo para que o caso seja levado ao Conselho de segurança - que tem autoridade para impor sanções - Lavrov disse que o impasse ainda pode ser resolvido por diplomacia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.