Rússia pede retirada de dois diplomatas canadenses

A Rússia exigiu a saída do país de dois diplomatas canadenses devido a "atividades incompatíveis com suas funções diplomáticas", informou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Vladimir Oshurkov. Tal justificativa é utilizada geralmente como um eufemismo para "espionagem". De acordo com Oshurkov, a decisão foi tomada em resposta ao pedido canadense para que dois diplomatas russos deixassem o Canadá, "sem motivo aparente". Os nomes dos diplomatas expulsos não foram informados. No Canadá, a chancelaria afirmou através de um comunicado que dois diplomatas russos deixaram Ottawa seguindo um "acordo mútuo" entre os governos russo e canadense devido a "atividades no Canadá incompatíveis com seu status oficial". De acordo com a chancelaria canadense, seus dois diplomatas expulsos de Moscou "não fizeram nada de errado". Ottawa analisa o problema com muito interesse, de acordo com o comunicado.

Agencia Estado,

09 Dezembro 2002 | 18h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.