Rússia pode enviar armas a rebeldes, diz Pentágono

De acordo com porta-voz do Pentágono, armas podem ser entregues a separatistas pró-Rússia

Agência Estado

25 de julho de 2014 | 17h25

Armamentos de alto calibre estão sendo transportados da Rússia para Ucrânia e podem cruzar a fronteira a qualquer momento, afirmou o porta-voz do Pentágono, coronel Steve Warren. Segundo o oficial, as armas podem ser entregues aos separatistas pró-Rússia que dominam regiões do leste ucraniano.

Autoridades dos Estados Unidos já aviam alertado nesta semana que tinham evidências de que a Rússia estava enviando armamentos para os rebeldes. Warren também afirmou que a Rússia continua a atirar contra alvos militares ucranianos a partir do seu território.

Segundo o porta-voz, as evidências mostram "uma inquestionável escalada do ponto de vista militar". Os EUA também informaram que a Ucrânia reage aos ataques vindos da Rússia e que mortes de civis foram registradas no conflito. O número de soldados russos próximos à fronteira tem crescido e já chega a cerca de 12 mil.

Na Casa Branca, o secretário de Imprensa Josh Earnest disse que a escalada do conflito levou os EUA a discutir novas restrições a serem impostas à Rússia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaarmasconflito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.