Rússia promete ajuda financeira à Autoridade Palestina

A Rússia afirmou que vai garantir ajuda financeira à Autoridade Palestina em caráter de urgência. A decisão foi anunciada depois de conversações por telefone entre o ministro do Exterior da Rússia, Sergei Lavrov, e o presidente palestino, Mahmoud Abbas. Mais cedo, o supremo líder do Irã, aiatolá Ali Khamenei, pediu às nações islâmicas que dêem todo o apoio possível para o povo palestino e seu novo governo, liderado pelo Hamas. Falando na capital iraniana, Teerã, na abertura de uma conferência de solidariedade aos palestinos, o aiatolá Khamenei disse que todos os muçulmanos têm o dever de ajudar. De acordo com o líder supremo iraniano, o mundo islâmico compartilha da dor e do sofrimento do povo palestino. Representantes do governo palestino estão participando da conferência, que deve durar três dias. Israel A União Européia e os Estados Unidos suspenderam ajuda financeira direta para o governo palestino até que o Hamas reconheça o Estado de Israel, renuncie à violência e respeite compromissos anteriores assumidos pela Autoridade Palestina. O novo primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, disse que o fim da ajuda ocidental à Autoridade Palestina não irá derrotar a nova administração palestina ou o povo palestino. De acordo com Haniyeh, os regimes ocidentais não conseguirão isolar o governo palestino, porque ele conta com pleno apoio do povo palestino. Milhares de manifestantes nos territórios palestinos têm participado de manifestações na Faixa de Gaza e na Cisjordânia em apoio ao governo comandado pelo Hamas.

Agencia Estado,

15 Abril 2006 | 01h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.