Rússia quer ajudar EUA no Afeganistão, diz Medvedev

O presidente Dmitry Medvedev disse hoje que a Rússia e seus países aliados que faziam parte do extinto bloco soviético desejam cooperar com os Estados Unidos para estabilizar o Afeganistão. Os comentários de Medvedev foram feitos um dia após a ex-república soviética do Quirguistão ter anunciado que expulsará as forças norte-americanas que ocupam uma base área no país, importante localização para as operações dos EUA e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão.O Quirguistão fez o anúncio após a Rússia ter se comprometido a emprestar US$ 2 bilhões ao governo quirguiz. A Rússia se preocupa com o aumento da presença dos EUA na região, sua antiga esfera de influência nas eras czarista e soviética. O fechamento da base área coloca um sério desafio ao plano da nova administração do presidente dos EUA, Barack Obama, de enviar mais 30 mil soldados norte-americanos ao Afeganistão este ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.