Rússia quer estreitar relações com a Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, quer estreitar os laços com o presidente sírio, Bashar Assad, e planeja uma cooperação maior entre Moscou e Damasco, afirmou o ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Al Moallem, após uma reunião com o líder russo.

Estadão Conteúdo

26 de novembro de 2014 | 19h53

Al Moallem disse que, durante as conversas na cidade russa de Sochi, Putin "confirmou a determinação da Rússia para desenvolver as relações com o presidente sírio" e "reforçar a parceria estratégica entre nossos países".

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, disse que a Rússia apoia a proposta feita pelo enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Síria sobre um cessar-fogo local, que Assad disse que vale a pena estudar.

Os ataques do grupo extremista Estado Islâmico aumentaram a urgência para os esforços internacionais encontrarem uma solução para os conflitos na Síria, que já mataram mais de 200 mil pessoas.

Tentativas anteriores e duas rodadas de negociações de paz na Suíça no início deste ano, no entanto, não conseguiu produzir qualquer progresso e cada lado permaneceu convencido de que

pode ganhar a guerra militarmente. Lavrov disse que não espera outra rodada ampla de negociações. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
RússiaSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.