Rússia quer fim de embargo financeiro a palestinos

A Rússia quer que o grupo orientado para tentar ajudar na crise entre palestinos e israelenses, chamado de Quarteto, que tem reunião marcada para 2 de fevereiro, suspenda o bloqueio do auxílio ocidental a palestinos, informou na terça-feira a agência de notícias Interfax, citando o enviado pessoal do presidente Vladimir Putin. "A Rússia sempre se opôs ao bloqueio e contamos que o Quarteto vai ouvir nosso ponto de vista", disse o vice-ministro do Exterior, Alexander Saltanov, em uma entrevista. A interrupção do auxílio foi aplicado ano passado quando o partido do grupo radical Hamas chegou ao poder nos territórios palestinos. A reunião do Quarteto - composto por Estados Unidos, Organização Nações Unidas, União Européia e Rússia - foi convocada para tentar colocar o processo de paz entre israelenses e palestinos no rumo certo. O ministro do Exterior da Rússia, Sergei Lavrov, comparecerá ao encontro em Washington, que terá como anfitriã a secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice. Saltanov disse que a Rússia também quer que o Quarteto estimule palestinos e israelenses a conduzirem um diálogo contínuo. "Isto significa ajudar a transformar um diálogo direto entre o líder palestino, Mahmoud Abbas, e o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, que começou pouco antes do ano-novo, e seus agendados encontros em conversas de larga escala", disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.