Rússia quer instalar bases navais em Cuba e no Vietnã

A Rússia está negociando a abertura de bases navais em Cuba, Vietnã e Seychelles, afirmou o comando da Marinha nesta sexta-feira. "É verdade, nós estamos trabalhando na implementação de bases navais russas fora do território russo", disse para a agência de notícias RIA Novosti o vice-almirante Viktor Chirkov.

AE, Agência Estado

27 de julho de 2012 | 08h56

Atualmente, a única base naval russa fora da região da antiga União Soviética está localizada no porto de Tartus, na Síria. Ainda nesta sexta-feira, reúnem-se para discutir o assunto o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o presidente do Vietnã, Truong Tan Sang.

Com as relações entre a Rússia e o Ocidente passando por um novo período de tensões neste início do terceiro mandato presidencial de Putin, Moscou parece disposto a reviver alianças do tempo da União Soviética. Em 2001, Putin fechou a base vietnamita construída em 1979, uma medida para melhorar os laços com os Estados Unidos. Mas as relações diplomáticas deterioraram-se desde então. Durante sua campanha eleitoral, Putin acusou os EUA de encorajarem os protestos contra seus 12 anos de governo e prometeu fortalecer as Forças Armadas do país. As informações são da Dow Jones e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
RÚSSIAGEOPOLÍTICABASES NAVAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.