Rússia registra 71 afogamentos em onda de calor

Mortes foram em período de 24 horas; País enfrenta também a pior seca em 130 anos.

BBC Brasil, BBC

20 de julho de 2010 | 15h06

As autoridades da Rússia anunciaram que pelo menos 71 pessoas morreram afogadas nas últimas 24 horas devido à onda de calor que atinge o país e leva os russos a se arriscarem em lagos e rios.

Afogamentos não são raros durante o verão russo, mas o Ministério da Emergência afirmou que este número registrado nas últimas 24 horas é um recorde em 2010.

Apenas em julho, 1.244 pessoas morreram afogadas no país, de acordo com o jornal russo Pravda..

Juntamente com o calor, que nas últimas duas semanas superou os 35º C no oeste do país, a Rússia enfrenta a pior seca em 130 anos.

Prejuízos

Nos lagos e rios de Moscou, grupos se reúnem para nadar e também para beber vodka, o que poderia contribuir para o aumento de afogamentos.

No centro da capital russa, caminhões-pipa espalham água pelas ruas para evitar que o asfalto derreta devido ao calor.

De acordo com o Pravda, a situação levou ao aumento no consumo de energia elétrica e também trouxe ao país o problema de falta d'água.

O jornal também destaca o problema dos incêndios em florestas e prejuízos no setor agrícola.

O governo decretou estado de emergência em algumas regiões e está aumentando os empréstimos para evitar a falência dos agricultores que estão perdendo suas lavouras devido à seca.

"É uma grande calamidade, a situação é extremamente grave", disse Viktor Zubkov, o primeiro vice-primeiro-ministro responsável pelo setor agrícola da Rússia.

A onda de calor também atingiu a Ucrânia. Muitas estão usando os rios e fontes de Kiev para se refrescar e, segundo o Ministério de Emergência do aís, 812 pessoas já se afogaram no país desde o início de maio.

Na Polônia outro recorde foi quebrado, com 52 pessoas afogadas durante o final de semana em lagos e rios.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
rússiaonda de calormortosafogamentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.