Rússia remove moradores de região afetada por terremotos

Autoridades russas retiraram, neste sábado, crianças, idosos e doentes de uma região do país atingida por um forte terremoto na sexta-feira. Abalos secundários continuam a fazer tremer o chão. A agência Itar-Tass informa que cerca de 300 pessoas foram removidas da região de Koryak, uma área de difícil acesso no Mar de Bering, atingida por um tremor estimado, segundo a Pesquisa Geológica dos EUA, em magnitude 7,6. As autoridades pretendem retirar da região um total de 500 pessoas, disse Yulia Stadnikova, porta-voz do Ministério de Situações Emergenciais. Viktor Kapkanshchikov, diretor regional do ministério, disse à televisão NTV que a maior partes das pessoas removidas é composta de crianças - incluindo dezenas de um orfanato - bem como doentes e gestantes. Autoridades informam que tendas, cobertores, roupas de frio, geradores de energia e remédios estão sendo enviados ao local. Os tremores derrubaram as linhas de força e destruíram encanamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.